Conhecendo o desenvolvimento das crianças, uma ajuda aos pais.

Um dos impulsos mais fortes da criança é o desejo de independência

Toda criança precisa  ajuda e de guia de um adulto, mas num determinado tempo demonstra um grande desejo de ser independente, isto é de fazer as coisas que é capaz a realizar sozinha. Então é hora de dar um passo atrás e permitir o espaço do exercício, cuidar da segurança, do respeito ao ritmo da criança e lembrar que sozinho de criança é diferente de sozinho de adulto! Lembrar também que para a criança o importante é o processo e que somente mais tarde ela conseguirá  o “produto “, que depende de habilidades que está desenvolvendo.

 

A criança pequena é muito sensível.

Ela ainda não aprendeu a controlar seus sentimentos como faz um adulto. Percebe as coisas de um modo muito direto e forte que muitas vezes não sabe ainda exprimir. Se alguma coisa a incomoda pode exprimir-se com comportamentos desordenados que parecem às vezes destrutivos ou agressivos. Esteja atento para dar a ajuda que ela precisa, criando condições para que ela possa  acalmar-se e construir comportamentos  apropriados. Seja paciente e perseverante.

 

A  criança aprende fazendo.

O adulto pode aprender certas coisas lendo, buscando informações, mas a criança aprende quase tudo fazendo. Ela está desenvolvendo seu corpo e sua mente e o faz, usando-os.

 

A criança tem um forte senso de ordem.

É necessário viver num ambiente onde cada coisa tem seu lugar. É necessário que a sua vida tenha uma rotina apropriada que dê ordem ao seu cotidiano. A criança pequena pode ser profundamente perturbada pela desordem, mostrando-se inquieta, insegura, agressiva e por vezes chorar sem compreender as causas dos próprios sentimentos.

Cabe aso adultos prover um ambiente com rotinas e boa organização para que a criança possa contruir sua ordem interna.

 

A criança pequena prefere o trabalho a um jogo.

Mesmo diante da possibilidade de escolher, a criança prefere fazer um trabalho “de verdade” como limpar, cuidar das plantas ….
As crianças têm um profundo amor pelo trabalho e desejam participar do mundo dos adultos desenvolvendo competências significativas e necessárias. Desejam fazer parte da vida familiar e contribuir com o seu trabalho.

O que mais interessa a uma criança é o processo de fazer as coisas.

Diante do produto final, a criança é certamente feliz porque sente que é reconhecida por realizar algo; mas aquilo que lhe dá realmente prazer é o fazer, é o processo!
A preocupação com o produto , com o resultado futuro, característica do adulto, não é importante para a criança. Ela está completamente absorvida por aquilo que faz no momento presente.

 

A sua criança aprende, principalmente, através da imitação dos adultos com os quais convive

Os pais são os modelos que imitam para aprenderem a agir como os adultos, são suas ações que mais importância têm nas construções afetivas e cognitivas que a criança faz.

O seu comportamento é muito semelhante àquele de quem venera um ídolo.

Ela copia ações e comportamentos dos adultos e guarda muito do que vê para em seguida, usar em ocasiões que julga apropriadas.

 

O ritmo natural de seu filho é muito mais lento que o seu.

Crianças não têm o senso de tempo que têm os adultos, as coisas não lhe parecem urgentes como para nós. Eles não fazem ainda projetos para o futuro como os adultos. As crianças vivem o presente.

 

O elogio e o encorajamento sincero da parte dos adultos fazem a criança sentir-se satisfeita consigo própria.

Provando um senso de valor pessoal, motivando-se para prosseguir no seu esforço para aprender.

À criança não serve uma grande quantidade de louros ou de palavras entusiásticas, estas podem perder-se sem significado. Poucas palavras, plenas de calor, um gesto de apreciação e confiança no seu esforço e pelas suas qualidades pessoais são muito importantes para ela.

O método Montessori pode contribuir de muitos modos para o crescimento de seu filho:

Muitas características das crianças  foram observadas  por Maria Montessori. O sistema de educação por ela criado é concebido especificamente para ir de encontro  às necessidades fundamentais das crianças.

O método Montessori compreende  inúmeros e diversos aspectos, por isto uma professora Montessori com boa capacitação é alguém que estuda e trabalha muito. Mas as idéias e conceitos básicos podem ser facilmente compreendidos por todos .

 

Maria Montessori tinha um conhecimento excepcional das crianças .

Nascida em Chiaravale, província de Ancona, na Itália em 1870, foi a primeira mulher médica da Itália. Inicialmente trabalhou com crianças com necessidades especiais e muito pobres.

Partindo da observação  e da experimentação direta, a Dra Montessori criou um sistema   educativo que ajudou tais crianças a aprenderem tanto quanto as crianças “normais”, muitas vezes colocando-as em situações de vantagem.
O método idealizado por Maria Montessori tem hoje reconhecimento mundial  e vem sendo aplicado em escolas de muitos países.

 

No Método Montessori há três pontos  essenciais: a criança , o ambiente e a professora:

No centro de qualquer sistema educativo deve estar  a criança , afinal ela é protagonista da sua história, como também apontam os teóricos modernos . O método Montessori se baseia por inteiro sobre a observação  e sobre o conhecimento da criança, como ela é realmente e não como os adultos imaginam que  poderá ser ou deverá ser.

Paralelamente, Maria Montessori idealizou um ambiente completo, estruturado com a finalidade de ajudar a criança a desenvolver-se enquanto ser humano completo.

No que compete à professora, ela desenvolve  atividades de observação da criança de modo que a partir dos dados que colhe, estimule o potencial da criança. Por isto preferimos o termo Orientadora de classe ao de professora, pois orientar a criança no seu trabalho  de auto-construção é o seu verdadeiro papel.

 

Montessori vê sua criança como ela realmente é:

O Método Montessori permite a seu filho aprender de modo que faça melhor e mais facilmente as coisas.

Dentro de certos limites , quando o seu filho pode escolher o trabalho  que corresponde aos seus interesses, pode exercitar o senso de liberdade e espontaneidade , prova o entusiasmo por aprender pois está fazendo aquilo que deseja e não o que os outros determinam ou cobram…

Gradativamente a criança desenvolve o senso de independência e confiança  em si própria , uma vez que sua capacidade de ação no ambiente , quando devidamente estimulada e respeitada pelo adulto , vai aumentando.

O Sistema Montessori de Educação se baseia no desejo natural que a  criança  tem de aprender e que deve acompanhar as pessoas ao longo de suas vidas .Ajuda a criança  no seu crescimento e desenvolvimento natural , evitando provocar constrangimentos  por levar a criança a fazer  coisas para as quais não está pronta .

 

O ambiente Montessori

Um ambiente preparado é o que oferece uma Escola Montessori, adequado a cada grupo , apropriado para o desenvolvimento de um currículo, na medida para as possibilidades motoras , emocionais ou cognitivas das crianças de cada classe.

São  materiais adequados à criança, classificados, precisos. Por sua própria utilização corrigem a criança quando são usados de forma inadequada  pois apresentam o controle do erro.

Deste modo  a criança prescinde da presença do adulto sinalizando-lhe o erro e busca a assertividade pelo uso do material . Tal atuação favorece consideravelmente a auto-estima da criança, pois o que é enfatizado é a busca da assertividade, sendo o erro vivenciado não como o fracasso, mas como o caminho para a construção do conhecimento.

Na escola Montessori a criança  aprende a trabalhar sozinha e com os outros. Em geral a escolha da forma de trabalhar é feita por ela. Aprende a seguir as regras do grupo  com a classe e faz ainda, a medida que cresce, com que outras criança possam aprendê-las com ela; numa troca constante de papéis que fortalece as relações sociais e estimula a criatividade.

No momento em que se mostra capaz de  escolher seu próprio trabalho e executa-lo a seu tempo, levando-o  a termo, há muitas oportunidades de exercitar-se.

A classe Montessori não é competitiva. No trabalho cotidiano a criança é estimulada a desenvolver o melhor de si própria, num aprimoramento continuo.

A classe Montessori é um lugar agradável no qual seu filho descobre seu modo de construir seu corpo e sua mente, tendo a orientadora como guia atenta para proporcionar-lhe os estímulos necessários, preparando o ambiente e atividades que possam  favorecer a  construção  de cada criança .

 

Ajudando seu filho a crescer e  conquistar a independência

Observe as roupas do seu filho para que ele possa vestir-se ou despir-se sozinho.

  • calças com elástico
  •  botões grandes
  • camisas com decotes amplos que permitam a introdução da cabeça.

 

No quarto da criança , nos demais ambiente da casa …

Use objetos no tamanho apropriado da criança

  • uma mesinha com cadeiras
  • móveis robustos que não caiam com facilidade
  • ganchos ou cabides baixos onde possa pendurar sua roupa

Nos outros locais da casa destine à sua criança um espaço para os seus objetos pessoais onde possa usá-los de forma independente: sua escova e pasta de dentes; o copo para beber água, o recipiente do qual pode servir-se de água na geladeira.

Estimule seu filho a manter limpo e ordenado o seu quarto. Dê-lhe “instrumentos” para fazê-lo: um pano, uma esponja de modo possa ele mesmo “limpar” o ambiente.

 

Atividades com adultos

  • Permita que a criança colabore com os adultos fazendo tarefas, limpando, cuidando das plantas, participando das atividades domésticas como verdadeiro membro da família.
  • Compartilhe com seu filho seus “hobbies”: conhecer os esportes, as plantas, os animais, pássaros…para que ele possa descobrir os dele.
  • Dê-lhe revistas para recortar figuras, comentar sobre elas, conte e reconte histórias.
  • Leve-o para visitar parentes e amigos, mas respeite o seu tempo e evite visitas longas.
  • Evite  seu filho de portar qualquer objeto de valor pelo qual não possa se responsabilizar, inclusive brinquedo com muitas pecinhas.
  • Mostre ao seu filho como cuidar das plantas e dos animais em casa e quando achar oportuno deixe que assuma esta responsabilidadeResponda a seu filho sempre com franqueza e simplicidade.
  • Respeite seu filho , o seu ritmo de atuação e lembre sempre que ele é ÚNICO !

 

Bibliografia :

Malloy, Terry -“Montessori e il vostro bambino, un manuale per i genitori traduzido para o italiano por Elena Dompè, Edizione Opera Nazionale Montessori , Roma ,1999.